ACESSE: www.ccboasaude.blogspot.com E CONHEÇA O TRABALHO REALLIZADO PELO CONSELHO COMUNITÁRIO DE BOA SAÚDE

Friday, December 30, 2011

 

"Ano-novo, vida nova"
"Todo mundo sempre costuma repetir: "Ano-novo, vida nova". Mas até que ponto sabemos realmente medir o peso desta afirmação e a colocamos em prática?
Se no ano que passou, você não conseguiu atingir suas metas, concretizar sonhos, acumulou mágoas e não superou desafios  inesperados, agora é a hora de abrir as janelas da mente e do coração para o futuro.
É importante captar mensagens externas e não esquecer de olhar para dentro de si porque o caminho para uma vida nova passa, impreterivelmente, por nosso universo interior.
A mutação de seu momento atual, enfim, depende exclusivamente de você. Depende do seu trabalho mental, em acreditar e realizar. Nada, nem ninguém poderá fazer isso por você. A ajuda pode, sim, vir de fora, mas o impulso deve partir de você.
Independentemente de sua situação atual. Em primeiro lugar, questione com honestidade: "Eu realmente quero mudar minha vida?" Se a sua resposta for afirmativa, então é hora de mexer-se porque o ano-novo está aí.
Para que isto dê realmente certo, é necessário, antes de tudo, se permitir mudar. O próximo passo é derrubar aquelas barreiras internas tão prejudiciais, como o preconceito consigo próprio, o medo, a inveja e o rancor. E, não esqueça, o mundo ao seu redor apenas reflete o que você é".


Fonte:http://www.mensagensvirtuais.xpg.com.br 


Tuesday, December 27, 2011

Vereador de Vila Flor volta a cidade após denunciar corrupção naquele município


O vereador Floriano Felinto, nesta segunda feira 26 de dezembro, voltou à cidade de Vila Flor pela primeira vez desde as denúncias de corrupção contra políticos que ocupam cargos públicos no município.As denúncias feitas por Felinto permitiram a deflagração de investigações operação pelo Ministério Público Estadual, resultando na prisão do prefeito, seis vereadores e dois secretários municipais. Vejam matéria publicada na Tribuna do Norte de 27/12/2011.

 Vereador volta a Vila Flor após denunciar corrupção


O vereador do município de Vila Flor, Floriano Felinto, retornou ontem à cidade pela primeira vez desde a realização de denúncias de corrupção contra colegas que ocupam cargos públicos. O trabalho realizado por Felinto permitiu a deflagração da operação "Mensalão da Vila" do Ministério Público Estadual, que prendeu preventivamente o prefeito Grinaldo Joaquim de Souza e outros seis vereadores, além de dois secretários. Sob escolta policial, a presença de Felinto na cidade chamou atenção da população e reacendeu as discussões do caso. Na noite da sexta-feira passada, todos os envolvidos tiveram a liberdade garantida pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.
 

Alvo de ameaças em virtude da investigação e denúncias feitas, Floriano Felinto é monitorado por equipes do Ministério Público e foi aconselhado a não retornar à cidade que o elegeu para o cargo no Legislativo. O retorno se deu devido à necessidade de recolher alguns documentos na sua residência, assim como receber o pagamento relativo ao serviço público prestado. "Nossa rota foi pré-estabelecida para levarmos o mínimo de tempo na cidade. Uma escolta policial me acompanhou quando fui pegar os documentos e receber o pagamento", disse o vereador em entrevista na manhã de ontem.


De acordo com relatado, durante o trajeto ele foi procurado pela população, mas não parou para conversas. "Minha vida está virada de cabeça para baixo e só quero que isso se resolva". De acordo com o apurado pela equipe de reportagem da TRIBUNA DO NORTE, Floriano Felinto voltou a receber ameaças. Desta vez, o alvo seria a casa do vereador em Vila Flor, que poderia ser incendiada. A ameaça mobilizou a polícia, mas até o fechamento desta edição, nada havia se concretizado.

Na cidade, a operação do MP ainda gera comentários divergentes. Ontem, a reportagem encontrou o servidor da prefeitura João Maria Nascimento, 40 anos. Para ele, o que Floriano Felinto fez foi uma "presepada" e que ele "deveria ter sido amigo" no momento das denúncias. "Ele foi prejudicado por decisões políticas do prefeito e estava querendo se vingar. Está na cara", disse João Maria que estava na praça da cidade.

A reportagem encontrou a Câmara Municipal de portas abertas. No entanto, vazia. Em recesso, não foram encontrados vereadores, apenas funcionários que não repassaram outros detalhes da atuação do Legislativo na cidade.

O vice-prefeito eleito de Vila Flor, Manoel de Lima, já está respondendo como prefeito em exercício da cidade. Em ato celebrado na Comarca de Canguaretama na semana passada, o vice-presidente da Câmara Municipal empossou Manoel como chefe do Executivo Municipal, enquanto a questão judicial envolvendo o prefeito eleito não for resolvido. Por decisão do desembargador Dilermando Mota, o prefeito e cinco vereadores estão com os direitos políticos suspenso até apreciação da denúncia por parte da Justiça.

O Centro Administrativo de Vila Flor também estava com as portas abertas ontem. O prefeito em exercício não se encontrava no local e o secretário de administração preferiu não se manifestar. O advogado de Manoel de Lima, José Odécio Rodrigues, informou que Manoel está "cauteloso". "Há dificuldades em retomar as atividades administrativas. Os computadores foram levados para investigação do Ministério Público", esclareceu Odécio.

MUDANÇAS NO PROGRAMA "MINHA CASA, MINHA VIDA"

 Minha Casa Minha Vida 
Minha Casa Minha Vida (Foto: Google)
O Programa "Minha Casa, Minha Vida", do governo federal, tem como objetivo a construção de moradias em parceria com os estados e municípios. Foi lançado em março de 2009 com a meta inicial de construir 1 milhão de moradias populares.O governo federal  neste dia 27 de dezembro de 2011 publicou no Diário Oficial da União algumas mudanças no programa.
O novo texto, que revoga a portaria número 140 publicada em 6 de abril de 2010, determina que sejam reservadas, no mínimo, 3% das unidades para idosos e o mesmo percentual para pessoas com deficiência ou seus famíliares diretos. Outra mudança é que os candidatos tenham renda familiar mensal bruta limitada a R$ 1.395,00.

Monday, December 26, 2011


Entre Papai Noel e Menino Jesus
Da última vez que visitei Oslo, reuniam-se na capital norueguesa ministros do turismo de países escandinavos e bálticos para decidir: qual é a terra de Papai-noel?

Ministros da Noruega, Dinamarca, Suécia, Finlândia e Islândia quebravam a cabeça para decidir como evitar propaganda enganosa junto ao público infantil. A criançada queixava-se: alguém mentia. Papai-noel não pode ter nascido - como sugeria a concorrência entre agências de turismo - na Lapônia e na Groenlândia, lugares distintos e distantes um do outro.

Não conheço o resultado da conferência de Oslo. Espero que, se não chegaram a um acordo, pelos menos a guerra, se vier, seja apenas de travesseiros. Mas é a Finlândia que melhor explora a figura do velho presenteador transportado no trenó puxado por renas. Assinala inclusive a sua terra natal: Rovaniemi, onde o Santa Park é, todo ele, tematizado por Papai-noel, lá denominado Santa Claus.

Sabemos todos que Papai-noel nasce, de fato, na fantasia das crianças. Acreditei nele até o dia em que me perguntei por que o Paulo, filho da empregada, não recebera tantos presentes de Natal como eu. O velhinho barbudo discrima os pobres?

Malgrado tais incongruências, Papai-noel é uma figura lendária, reaviva a criança que trazemos em nós. E disputa a cena com o Menino Jesus, cujo aniversário é o motivo de festa e feriado de 25 de dezembro.

Papai-noel enriquece os correios no período natalino, tantas as cartas que são remetidas a ele. Aliás, basta ir aos Correios e solicitar uma das cartas que crianças remetem ao velhinho barbudo. Com certeza o leitor fará a alegria de uma criança carente.

Não se sabe o dia exato em que Jesus nasceu. Supõem alguns estudiosos que em agosto, talvez no dia 7, entre os anos 6 ou 7 antes de Cristo. Sabe-se que morreu assassinado na cruz no ano 30. Portanto, com a idade de 36 ou 37 anos, e não 33, como se crê.

Tudo porque o monge Dionísio, que no século 6 calculou a era cristã, errou na data do nascimento de Cristo.

Até o século 3, o nascimento de Jesus era celebrado a 6 de janeiro. No século seguinte mudou, em muitos países, para 25 de dezembro, dia do solstício de inverno no hemisfério Norte, segundo o calendário juliano. Evocavam-se as festas de épocas remotas em homenagem à ressurreição das divindades solares.

Os cristãos apropriaram-se da data e rebatizaram a festa, para comemorar o nascimento Daquele que é "a luz do mundo". Para não ficar de fora da festa, os não cristãos paganizaram o evento através da figura de Papai-noel, mais adequado aos interesses comerciais que marcam a data.

Vivemos hoje num mundo desencantado, porém ansioso de reencantamento. Carecemos de alegorias, mitos, lendas, paradigmas e crenças. O Natal é das raras ocasiões do ano em que nos damos o direito de trocar a razão pela fantasia, o trabalho pela festa, a avareza pela generosidade, centrados na comensalidade e no fervor religioso.

Pouco importa o lugar em que nasceu Papai-noel. Importa é que o Menino Jesus faça, de novo, presépio em nosso coração, impregnando-o de alegria e amor. Caso contrário, corremos o risco de reduzir o Natal à efusiva mercantilização patrocinada por Papai-noel. Isso é particularmente danoso para a (de)formação religiosa das crianças filhas de famílias cristãs, educadas sem referências bíblicas e práticas espirituais.

Lojas não saciam a nossa sede de Absoluto. Há que empreender uma viagem ao mais íntimo de si mesmo, para encontrar um Outro que nos habita. Esta é, com certeza, uma aventura bem mais fascinante do que ir até a Lapônia.

Contudo, as duas viagens custam caro. Uma, uns tantos dólares. Outra, a coragem de virar-se pelo avesso e despir-se de todo peso que nos impede de voar nas asas do Espírito
.
Autor: Frei Betto

EM PRIMEIRO DE JANEIRO:

O novo salário mínimo terá o valorde R$ 622,00

Várias cédulas de R$ 50,00 (cincquenta reais) sobre uma cédula de R$ 5,00 (cinco reais). Foto: Marcos Santos.

O Diário Oficial da União desta segunda-feira (26/12/2011) traz o decreto que fixa o novo salário mínimo em R$ 622,00 que entra em vigor no dia 1º de janeiro de 2012. O reajuste foi de 14,13%, correpondendo a R$ 77,00.
De acordo com novo valor do salário mínimo, uma diária de trabalho corresponderá a R$ 20,73 e o valor da hora  trabalhada R$ 2,83.
O cálculo utilizado para a definição do mínimo foi o aprovado em fevereiro deste ano pelo Congresso. De acordo com a nova regra, o salário mínimo será reajustado com base na inflação do ano anterior somado ao crescimento da economia de dois anos antes.Essa fórmula de reajuste, que vai até 2015 e pode levar o mínimo a superar os R$ 800,00 daqui a quatro anos.

FERIADOS E PONTOS FACULTATIVOS EM 2012


De acordo com a portaria nº 595, de 22 de dezembro de 2011, publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (26/12), as datas consideradas feriados nacionais no ano de 2912 são: 1º de janeiro (Confraternização Universal), 21 de abril (Tiradentes ), 1º de maio (Dia Mundial do Trabalho), 7 de setembro (Independência do Brasil), 12 de outubro (Nossa Senhora Aparecida), 2 de novembro (Finados), 15 de novembro (Proclamação da República) e 25 de dezembro (Natal). Há ainda,  o feriado do dia 28 de outubro, em que funcionários públicos comemoram o Dia do Servidor Público, conforme a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Os dias considerados ponto facultativo são: 20 e 21 de fevereiro (Carnaval), 22 de fevereiro (quarta-feira de Cinzas, sendo ponto facultativo até as 14h), 6 de abril (Paixão de Cristo), 7 de junho (Corpus Christi), 24 de dezembro (véspera do Natal) e 31 de dezembro (véspera de Ano Novo).
Em cada estado da federação e seus municípios deverão ser observados os feriados declarados em leis estaduais e municipais. Nestes, assim como nos feriados nacionalmente reconhecidos, os serviços essenciais de cada área deverão ser mantidos.

QUANTO CUSTA UM DEPUTADO ESTADUAL NO RN?



Cada deputado estadual do Rio Grande do Norte custa, aos cofres públicos anualmente R$ 7,3 milhões. A verba anual da Assembleia Legislativa do Estado é de R$ 175,8 milhões. 
O parlamentar potiguar é o sexto mais caro do país, fica atrás apenas do Distrito Federal (R$ 14 milhões), Minas Gerais (R$ 10,3 milhões), Santa Catarina (R$ 8,3 milhões) Mato Grosso do Sul (R$ 7,5 milhões) e Rio de Janeiro (R$ 7,5 milhões).
Fonte: Tribuna do Norte/Panorama Político

Friday, December 23, 2011

EMPARN PREVÊ ANO BOM DE INVERNO EM 2012

 

 

O jornal Tribuna do Norte publicou matéria sobre a previsão de chuvas em 2012 no Rio Grande do Norte. Segundo os técnicos da EMPARN a quantidade de chuva nos três primeiros meses de 2012 será igual ou maior que a registrada no mesmo período desse ano. Veja mais sobre o assunto, a seguir:

 

"Técnicos da EMPARN fazem previsão de bom inverno´em 2012

       
Roberto Lucena - Repórter
Os agricultores potiguares podem  renovar as esperanças de boa safra para os próximos meses. O primeiro trimestre de 2012 promete ser chuvoso em boa parte do Rio Grande do Norte. A previsão é dos meteorologistas da Empresa de Pesquisa Agropecuária do  Estado (Emparn) apresentada na Reunião de Análise e Previsão Climática para o setor Norte do Nordeste do Brasil ocorrida nos dias 15 e 16 deste mês, na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Há um dia para o início do verão [a estação começa amanhã, dia 22], o meteorologista Alexandre Santos, afirma que a quantidade de chuva que cairá nos três primeiros meses vindouros será igual ou maior que a registrada no mesmo período desse ano. "Acreditamos que ocorrerá o mesmo que aconteceu esse ano: precipitação maior tanto no Litoral como no Semi-Árido", disse.
Emanuel AmaralHoje, 67 municípios do RN são atendidos pela Operação PipaHoje, 67 municípios do RN são atendidos pela Operação Pipa
A seca que atingiu o Estado em 2010, de acordo com o estudioso, está descartada. Em janeiro e fevereiro, haverá boa quantidade de chuva, porém, será em março, segundo as previsões, que as precipitações ficaram mais volumosas. O aumento na quantidade de água será causado pelo fenômeno La Niña. "Além disso, vamos sofrer ação das zonas de convergência e a média de chuva será de 300mm para o Estado", avisou.
De acordo com a análise e previsão das condições oceânicas e atmosféricas da Emparn realizadas no mês passado, mostram a continuidade do fenômeno La Niña no Oceano Pacífico Equatorial. Há tendência de que permaneça assim até o primeiro semestre de 2012. Anomalias positivas da temperatura da superfície do mar aliado a um predomínio de normalidade no Oceano Atlântico, indicam tendência de chuvas variando entre normais e acima da média sobre o Nordeste do Brasil. "Nesse contexto, o RN apresentará, no primeiro trimestre, uma condição dentro da normal a acima da média histórica", informou Alexandre.
Apesar dos primeiros meses desse ano terem sido considerados bons com relação a quantidade de chuva, algumas regiões convivem com uma seca assustadora. Atualmente, 67 municípios precisam de assistência do Exército para suprir a necessidade de água. A chamada "Operação Pipa", comandada pelo Comando Militar do Nordeste (CMNE), leva água em carros-pipa para as diversas localidades do Estado [leia entrevista e box]. Mesmo com o prognóstico positivo do Emparn, a operação deve continuar nos próximos meses.
O relatório da Reunião de Análise e Previsão Climática para o setor Norte do Nordeste do Brasil registra ainda que o RN tem como característica a alta variabilidade espacial e temporal dos índices pluviométricos. "Isto significa que algumas localidades poderão receber uma quantidade de chuvas maior do que outras, não sendo descartada a possibilidade de ocorrência de chuvas de intensidade moderada a forte em algumas áreas devido alguns sistemas transientes", explicou Alexandre Santos.
Municípios potiguares atendidos pela Operação Pipa
Apodi, Alexandria, Caraúbas, Governador Dix-Sept Rosado, Severiano Melo, Rodolfo Fernandes, Upanema, Santa Cruz, Assu, Santana do Matos, Timbaúba dos Batistas, Tangará, Barcelona, Boa Saúde, Bodó, Cerro Corá, Coronel Ezequiel, Espírito Santo, Japi, Jundiá, Lagoa de Velhos, Lagoa D'Anta, Lages Pintadas, Nova Cruz, Passagem, Riachuelo, Santo Antônio, São José do Campestre, São Paulo do Potengi, São Pedro, Serra de São Bento, Serrinha, Várzea, Afonso Bezerra, Alto do Rodrigues, Angicos, Bento Fernandes, Brejinho, Fernando Pedroza, Florânia, Ielmo Marinho, Jandaíra, Jardim de Angicos, João Câmara, Lagoa de Pedra, Lagoa Salgada, Lajes, Monte das Gameleiras, Parazinho, Passa e Fica, Pedra Grande, Pedra Preta, Pedro Avelino, Porto do Mangue, Santa Maria, São Bento do Norte, São Tomé, São Vicente, Senador Elói de Souza, Tenente Laurentino Cruz, Touros, Caicó, Carnaúba dos Dantas, Currais Novos, Equador, São João do Sabugi, Parelhas".

Fonte: Comando Militar do Nordeste (CMNE)

Thursday, December 22, 2011

Ministério Público prende prefeito e vereadores de Vila Flor

No dia 19 de dezembro o município de Vila Flor perdeu, de uma só vez, o seu prefeito e mais seis vereadores, incluindo o presidente da Câmara, conforme matéria publicada no Jornal Tribuna do Norte. Vejam Matéria na íntegra:

"Operação Mensalão da Vila prende prefeito e vereadores

A cidade de Vila Flor, localizada a 70 quilômetros de Natal, perdeu de uma só vez o seu prefeito e mais seis vereadores, incluindo o presidente da Câmara. Uma operação do Ministério Público Estadual, batizada de Mensalão da Vila, prendeu ontem preventivamente nove pessoas, entre elas os principais políticos da cidade, por suspeita de esquema de corrupção envolvendo o prefeito Grinaldo Joaquim de Souza e seis dos nove vereadores da cidade. Segundo o MPE, o prefeito pagava "mensalão" aos vereadores para obter apoio político e projetos aprovados no Legislativo.
Ana SilvaPromotores de Justiça informam sobre apurações a respeito do esquema de pagamento de propinaPromotores de Justiça informam sobre apurações a respeito do esquema de pagamento de propina
Realizada desde as primeiras horas da manhã de ontem, a Operação Mensalão da Vila cumpriu 19 mandados de busca e apreensão, coletando computadores e documentos. Além do prefeito e dos vereadores, foram presos o secretário de Obras, João Felipe de Oliveira, e o ex-secretário de Administração, identificado como principal articulador político do esquema. Entre os crimes apurados há a formação de quadrilha e corrupção ativa e passiva. A lista pode crescer após uma análise mais aprofundada dos documentos.
As acusações do Ministério Público Estadual são baseadas principalmente em vídeos das negociações conduzidas pelo prefeito Grinaldo Joaquim de Souza. Para chegar a esse material, o MPE contou com a colaboração do vereador Floriano Felinto. Felinto afirma ter sido procurado pelo grupo, com a oferta de pagamento de R$ 500 por mês, além de um "adiantamento" de R$ 1 mil e várias vantagens, como custeio de combustível, medicamentos e cargos fantasmas na Prefeitura de Vila Flor. O vereador acionou o Ministério Público e, com autorização judicial, gravou as "negociações".
De acordo com o Ministério Público Estadual, os valores repassados aos vereadores do "esquema" eram desviados dos cofres públicos. "Conseguimos descortinar um esquema de pagamento e vantagens indevidas, que ficou conhecido como "mensalão", uma prática rotineira, mas odiosa", explicou o procurador-geral de Justiça, Manoel Onofre Neto, que assinou a petição do Ministério Público. Por envolver um prefeito, todo o trâmite foi realizado na segunda instância, o Tribunal de Justiça, e com atuação direta do procurador de Justiça.
A partir de agora, o Ministério Público irá proceder com a análise do material coletado para depois fazer a denúncia dos envolvidos na Justiça. O prazo inicial é de 10 dias, mas pode haver alterações. "Vamos fazer tudo o mais rápido possível e apresentar a denúncia à Justiça. Talvez seja necessário pedir uma prorrogação, mas isso será definido mais à frente", explicou Manoel Onofre. O prazo não sofre alteração por conta do recesso da Justiça e do próprio Ministério Público.
O MPE pediu à Justiça o fim do segredo de justiça do processo, mas não foi atendido pelo desembargador Dilermando Mota. Foram liberados somente alguns vídeos presentes no procedimento e também algumas informações.
Vice ficará no comando da Prefeitura
Sem as suas principais autoridades públicas, presas por conta de suspeitas de corrupção, Vila Flor vive uma situação inusitada. Uma das principais dúvidas é a quem caberá tocar a administração da cidade, agora que o prefeito Grinaldo Joaquim de Souza e o presidente da Câmara dos Vereadores, Pedro Francisco da Silva, foram afastados. Como a prisão é preventiva, os acusados permaneceram encarcerados até decisão em contrário da Justiça.
De acordo com o procurador-geral de Justiça, Manoel Onofre Neto, será o vice-prefeito, Manoel de Lima (PV), o responsável pela prefeitura de Vila Flor. "O vice-prefeito não foi envolvido nas denúncias e assumirá a prefeitura", diz.
Já a situação da Câmara de Vereadores é mais difícil. Vila Flor, pelo pequeno porte, tem apenas nove vereadores. Contudo, apenas três estão em liberdade, tendo em vista que seis deles foram presos ontem, incluindo o presidente da Casa, Pedro Francisco da Silva. A tendência é que assumam os suplentes. "Os próprios vereadores irão verificar qual a melhor solução para a Câmara", explicou Manoel Onofre. Tanto a Câmara Municipal quanto a Prefeitura estão de recesso por conta do fim do ano.
"A corrupção está escancarada"
O trabalho do Ministério Público Estadual foi balizado pela atuação do vereador Floriano Felinto (DEM). Ele foi o responsável por denunciar o suposto e esquema e gravar as negociações. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, o vereador conta como foi o processo e porque resolveu denunciar o esquema. "Fui criticado pelos colegas, que diziam que política é negócio. Alguns diziam com todas as letras: "não estou nem aí para a opinião do povo", diz.
Toda a investigação que gerou a operação do Ministério Público em Vila Flor começou a partir de uma denúncia do senhor. Como foi que isso começou?
Com a aproximação do período de campanha, com a péssima administração, eles me procuram porque era o único membro da oposição na cidade. Para mim não foi novidade. Jamais me corromperia, mas chega uma hora em que é preciso usar da inteligência. Como havia a oferta por parte da administração, o jeito foi procurar a Justiça para que fosse desmontada essa quadrilha. Já havia procurado o Ministério Público, mas foi aberto inquérito civil naquela lentidão. Procuramos o Ministério Público em Natal e me dispus, com autorização judicial, nós gravarmos toda negociação. Com a corrupção, Vila Flor havia se transformado em um mar de lama.
Então, o senhor fingiu que estava interessado no que eles estavam oferecendo e fez a gravação, foi isso?
Assim como eles tinham interesse em tentar me corromper, era obrigado a simular o mesmo interesse. Nós marcávamos encontros com eles, ouvia o que tinham para oferecer e em momento nenhum exigia nada. Ia mais para ouvir do que para falar. Nosso interesse era provar a rede de corrupção e não fazer parte dela.
Quanto foi oferecido para o senhor?
O prefeito tinha o compromisso de pagar o "mensalão", que era de R$ 500 - isso a cada mês. Ele ofereceu ainda R$ 1 mil para "quebra o galho". Além desses valores, foi me oferecido três empregos, que eu indicaria quem quisesse para ganhar sem trabalhar. Ofereceu novamente os empregos das pessoas que ele colocou para fora devido a perseguições políticas. O prefeito deixa claro outros favorecimentos, como combustíveis, medicamentos, um dinheiro na hora de um aperto. Ofereceu uma série de favores também para outros vereadores. Estavam querendo até tirar outro vereador da negociação, o Ronildo [Ronildo Luiz da Silva], porque o pai dele é pré-candidato à vice-prefeitura no próximo ano. Como o Ronildo seria um adversário futuro, o prefeito já estava buscando a sua desarticulação.
Qual a origem desse dinheiro oferecido pelo prefeito?
O dinheiro era (proveniente) de recurso público. As despesas eram tão exorbitantes, que o prefeito não teria condições de arcar.
Como foi o processo de gravação desses vídeos que incriminaram os vereadores e o prefeito?
O Ministério Público ofereceu o equipamento para a gravação, conforme autorização judicial.
O senhor tem medo de represálias?
É inegável que corro risco de vida, já fui alvo de ameaças. Fiz denúncias sobre isso que se encontram hoje na Comarca de Canguaretama. O procedimento de investigação disso não está andando. Nem por isso deixaria de denunciar. Imagine se todo mundo se acovardar. Em Vila Flor, a corrupção está escancarada. Isso é fato notório, de conhecimento de todos. Mas o povo tem medo das represálias e da Justiça não tomar atitude nenhuma. O Ministério Público está de parabéns pelo trabalho sério realizado. Também parabenizo o Tribunal de Justiça, porque sabemos que a influência política existe, mas deu tudo certo. Isso é prova que a justiça existe e isso motiva a sociedade a lutar. Jamais silenciar. Espero que esse caso sirva de exemplo. Fui criticado pelos colegas, que diziam que política é negócio. Alguns diziam com todas as letras: "não estou nem aí para a opinião do povo".
População de Vila Flor expressa satisfação com presença da PM
"Foi uma coisa linda demais. Era tanta da polícia aqui. Você nem imagina". A frase de uma moradora vizinha da Câmara Municipal de Vila Flor expressa a surpresa e a satisfação da população diante da operação do Ministério Público Estadual. Dezenas de equipes da Polícia Militar e promotores de Justiça deram cumprimento a mandados de prisão e busca e apreensão no início da manhã de ontem no município distante cerca de 80 quilômetros da capital. Desde as cinco horas da manhã, a população foi acordada com o barulhos das sirenes e a ação dos agentes de segurança pública.
Adriano AbreuPoliciais militares cumprem mandado de busca e apreensão na Secretaria de Saúde, no município de Vila FlorPoliciais militares cumprem mandado de busca e apreensão na Secretaria de Saúde, no município de Vila Flor
A reportagem da TRIBUNA DO NORTE esteve durante a manhã de ontem na cidade e constatou o clima de agitação na cidade. Os menos de três mil habitantes de Vila Flor não demoraram a perceber que a operação visava prender políticos do município. "Era cada um que passava na frente da casa dos vereadores e avisa aos outros. Foi uma agitação total. Acordamos logo cedo", disse outro morador que preferiu não se identificar.
Ontem, nas sedes do Executivo e Legislativo Municipal, a reportagem encontrou portas fechadas. Na cidade, os poucos vereadores que não foram envolvidos pela investigação do MP não foram encontrados para prestar informações sobre o caso. A população também se perguntava como iria ficar a administração da cidade sem a presença do prefeito Grinaldo Joaquim de Souza e o presidente da Câmara, Pedro Francisco da Silva; ambos presos".
Fonte: Jornal Tribuna do Norte, de 20/12/2011

Wednesday, December 21, 2011

MP recomenda cancelamento de concursos

Ministério Público recomenda cancelamento de concursos nos municípios de Martins e Antônio Martins

O Jornal Tribuna do Norte, desta quarta feira, 21 de dezembro de 2011, publicou reportagem  mostrando que o  Ministério Público Estadual recomendou às prefeituras de Martins e Antônio Martins, no Rio Grande do Norte, o cancelamento dos concursos públicos realizados neste ano. As recomendações  foram publicadas no Diário Oficial do Estado e os prefeitos têm cinco dias para enviarem respostas informando as providências tomadas. A promotora de Justiça Gerliana Maria Silva Araújo Rocha, que assina os documentos, embasa as recomendações em fraudes constatadas, confrme matéria do reporter  Marco Carvalho. Veja o conteúdo pubicado na Tibuna do Norte:

 

"MP recomenda cancelamento de concursos

       

Marco Carvalho - repórter
O Ministério Público Estadual recomendou às prefeituras dos municípios de Martins e Antônio Martins, no interior do Rio Grande do Norte, que cancelassem os concursos públicos realizados neste ano. As recomendações 07 e 08/2011 foram publicadas nesta quarta-feira (21) no Diário Oficial do Estado e os prefeitos têm cinco dias para enviarem respostas informando as providências tomadas. A promotora de Justiça Gerliana Maria Silva Araújo Rocha, que assina os documentos, embasa as recomendações nas fraudes constatadas em virtude da deflagração da "Operação QI".
O Ministério Público Estadual deflagrou na semana passada a "Operação QI", fruto da investigação dos promotores de Justiça que apontaram irregularidades em diversos concursos públicos realizados no interior do Rio Grande do Norte. O trabalho do MP no caso durou quatro meses e encontrou indícios de ilegalidades, como fraudes em licitações, corrupção passiva e ativa, estelionato e tráfico de influência. De acordo com a investigação, prefeitos e outros agentes públicos podem ter participado de negociatas para garantir a aprovação de pessoas previamente listadas. Vagas avulsas eram vendidas por R$ 3 mil.
Na recomendação expedida hoje, a promotora de Justiça esclarece que as "provas coletadas pelo Juízo desta Comarca evidenciam que houve irregularidade na aprovação de 25 pessoas dentre os 62 aprovados no número de vagas oferecidas no concurso, 15 dentre as 55 pessoas classificadas no cadastro de reservas e 4 pessoas dentre as 19 que foram aprovadas no processo seletivo"; dados referentes ao concurso em Martins.
Em Antônio Martins, os crimes podem ter se repetido. De acordo com Gerliana Araújo, "as provas obtidas pelo Ministério Público indicam que houve fraude no concurso público para ingresso de servidores no município com a aprovação de candidatos após o pagamento de "propina".
A recomendação também ocorre no sentido de realização de nova licitação para contratação de outra empresa, que não a Concsel - Concursos e Seleção de Pessoal Ltda.Em Martins, o resultado certame já havia sido publicado. Quanto a Antônio Martins, estava programado para essa semana a divulgação dos resultados e a classificação dos candidatos, o que não acontecerá mais.
A investigação do Ministério Público resultou na emissão de quatro mandados de prisão preventiva cumpridos na semana passada. Foram presos: o secretário de administração de Caiçara do Rio dos Ventos, o empresário Antônio Laurentino Ramos Neto; o presidente da Câmara dos Vereadores de Martins, Fulgêncio Teixeira Neto; a filha de Antônio Laurentino, Jesiele Paiva Ramos; e a secretária de saúde do município de Severiano Melo, Isabelle Cristina Gomes. Outras três pessoas não identificadas foram presas em flagrante por estar portando, no momento do cumprimento dos mandados, documentos relativos a outras licitações".

Publicidade            

Sunday, December 18, 2011

ARTESANATO DE BOA SAÚDE PARTICIPA DA FEIRA DA ÁRVORE 

 Árvore de Natal de Mirassol tem 126 metros de altura e 186 mil lâmpadas nas cores azul e branco.
Foto: Márlio Forte
Presépio luminoso no local da Árvore de Mirassol
Foto: José Alaí de Souza
No período de 12 a 25 de dezembro de 2011 o artesanato tradicional em crochê e fuxico da vovó, produzido pela Associação dos Artesãos de Boa Saúde, participa pela segunda vez, da Feira de Artesanato da Árvore de Natal localizada no Bairro de Mirassol, em Natal. A referida feira faz parte da programação do evento “Natal em Natal”, promovido pela Prefeitura Municipal de Natal e conta com mais de 200 artesãos autônomos e representantes de associações e clubes de mães da capital e de cidades da grande Natal. O horário de realização da feira é de 15 às 22 horas e todas as noites o público visitante é de cerca de 15 mil pessoas. Além do artesanato no local da Árvore de Natal de Mirassol os visitantes encontram praça de alimentação e shows todas as noites com a participação de grupos folclóricos, bandas e artistas locais. A seguir, vejam as fotos do evento.


Friday, December 16, 2011


NOSSO ADEUS A DONA MARIA AFONSO

            Na manhã desta sexta feira, 16 de dezembro de 2011, faleceu aos 101 anos de idade, Dona Maria Nair de Moura, mais conhecida como Maria Afonso. Ela nasceu em Boa Saúde, no dia 18 de outubro de 1910. Filha de pais agricultores conservou o gosto pela vida simples do campo. Mesmo depois que passou a residir na cidade, enquanto a saúde lhe permitiu, todos os dias ia até o seu sítio, na localidade de Pedra Branca, para cuidar da horta, das suas galinhas, patos e perus.
Outra ocupação muito presente no dia-a-dia de Dona Maria Afonso era fazer renda de bilro. A almofada sempre foi, para ela, uma companhia inseparável. Aprendeu a fazer renda, ainda menina, numa época em que esse tipo de artesanato, tradicionalmente, passava de mãe para filha.
Matriarca de uma família numerosa composta por muitos filhos, netos, bisnetos, e tataranetos, Dona Maria Afonso parte deixando muitas saudades aos seus familiares e amigos. Ela era muito conhecida e estimada em Boa Saúde, convivendo em harmonia com as pessoas e sabendo cultivar boas amizades. O dia do seu aniversário sempre foi comemorado com uma missa e um almoço para os familiares e amigos.  Por ocasião de cada aniversário ela fazia o convite para a comemoração no ano seguinte, numa demonstração de que gostava muito dos seus familiares e amigos e que estes faziam parte da sua alegria de viver. Aos 101 anos de vida, Dona Maria Afonso, segue para a Morada do Pai que certamente a acolherá de braços abertos, pelas suas virtudes e pelo bem que praticou. Para nós, ela ficará sempre na memória como um exemplo de vida.

FESTA DA PADROEIRA 2012:

A programação da Festa da Padroeira de Boa Saúde/RN no período de 24 de janeiro a 02 de fevereiro de 1012, começou a ser definida na última quarta feira, 14 de dezembro, em reunião realizada na capela de Nossa Senhora da Saúde. Os padrinhos das noites começaram a ser definidos ficando com Hailda a cordenação  dessa parte da programação. Ficou acertado que a imagem peregrina de Nossa Senhora da Saúde visitrá as comunidades, iniciando pelo Córrego de São Mateus e terminando pela Vila Nanuca de Lima, também conhecida como 


Guaxinin, de onde a imagem sairá em carreata para Boa Saúde no dia 24 de janeiro, dando início às festividades que serão encerradas com a procissão e missa no dia 02 de fevereiro, como tradicionalmente acontece todos os anos. No próximo dia 27 de dezembro, às 19 horas, haverá uma outra reunião para concluir a programação e determinar responsáveis pelos diversos aspectos da programação. Representantes do poder executivo e legislativo municipal, do comércio, da agricultura e demais setores da comunicade, bem como toda a comunidade católica de Boa Saúde, estão convidados para participar da referida reunião, que contará com a presença e será coordenada pelo Padre Jonerikson.

MINISTÉRIO PÚBLICO INVESTIGA CONSURSOS PÚBLICOS DE PREFEITURAS DO INTERIOR


O Ministério Público Estadual aponta irregularidades em diversos concursos públicos realizados por prefeituras, do interior do Rio Grande do Norte. A investigação durou quatro meses e encontrou indícios de ilegalidades, como fraudes em licitações, corrupção passiva e ativa, estelionato e tráfico de influência. De acordo com a investigação, prefeitos e outros agentes públicos podem ter participado de negociatas para garantir a aprovação de pessoas previamente listadas. Veja na íntegra matéria publicada na Tribuna do Norte nesta sexta feira, 16 de dezembro de 2011.

 

 


"Concursos estão sob suspeita

Marco Carvalho - repórter

O Ministério Público Estadual deflagrou ontem a "Operação QI", fruto da investigação dos promotores de Justiça que apontaram irregularidades em diversos concursos públicos realizados no interior do Rio Grande do Norte. O trabalho do MP no caso durou quatro meses e encontrou indícios de ilegalidades, como fraudes em licitações, corrupção passiva e ativa, estelionato e tráfico de influência. De acordo com a investigação, prefeitos e outros agentes públicos podem ter participado de negociatas para garantir a aprovação de pessoas previamente listadas. Vagas avulsas eram vendidas por R$ 3 mil.
A investigação do Ministério Público resultou na emissão de quatro mandados de prisão preventiva cumpridos ontem. Foram presos: o secretário de administração de Caiçara do Rio dos Ventos, o empresário Antônio Laurentino Ramos Neto; o presidente da Câmara dos Vereadores de Martins, Fulgêncio Teixeira Neto; a filha de Antônio Laurentino, Jesiele Paiva Ramos; e a secretária de saúde do município de Severiano Melo, Isabelle Cristina Gomes. Outras três pessoas não identificadas foram presas em flagrante por estar portando, no momento do cumprimento dos mandados, documentos relativos a outras licitações.

Os envolvidos no esquema de supostas fraudes já começaram a prestar depoimentos aos promotores de Justiça e esclarecer as acusações sofridas. O MP divulgou ontem a íntegra do depoimento do empresário Antônio Laurentino Ramos Neto. Nele, Ramos confirma algumas das suspeitas da investigação e esclarece outros questionamentos do caso.

Antônio Laurentino Ramos é o sócio-diretor da empresa Concsel, responsável pela realização dos concursos. A Concsel foi criada no ano de 2008 e possui quadro societário similar a a Soluções Métodos e Seleção de Pessoal Ltda. - já investigada por outras fraudes contra a administração pública. Em depoimento, o empresário natural de Olinda-PE, confessa ter procurado prefeituras, redigido leis de cargos e minutas de editais de licitação, que ele mesmo viria a vencer.

Em troca, alguns agentes públicos repassavam uma lista de pessoas que deveriam ser aprovadas no certame. Ramos também confirmou que, em algumas oportunidades, forjou a concorrência com o objetivo de assegurar a execução do concurso.

O caso mais emblemático ocorreu no município de Martins, distante cerca de 360 quilômetros de Natal. De acordo com o que relata Antônio Ramos em depoimento prestado ontem a dois promotores de Justiça da Defesa do Patrimônio Público, o presidente da Câmara Municipal, o vereador Fulgêncio Teixeira Neto teria requerido vagas. Ele teria pedido a aprovação de duas pessoas no concurso realizado no mês de outubro e em troca teria pago R$ 3 mil a Antônio Laurentino Ramos, em contas com nomes de terceiros.

De acordo com o promotor Eudo Rodrigues Leite também há forte indícios de irregularidades ligadas ao nome da prefeita da cidade, Maria José de Oliveira. Conforme o depoimento, ela teria sido procurada por funcionários da Concsel para participar do esquema. Em troca da abertura da licitação do concurso, seria necessário garantir 40% das vagas para aprovação de uma lista apontada por ela. Apesar de o concurso ter ocorrido em outubro, o empresário garantiu que não houve acordo com a prefeita.

Disputas públicas ocorridas nos municípios de Antônio Martins, Severiano Melo e Equador também estão sendo investigados.

O trabalho dos promotores de Justiça permanece para apurar o conteúdo do material apreendido durante a manhã de ontem nas sedes das empresas envolvidas. O MP revelou que há a possibilidade de que certames sejam cancelados se for comprovadas as irregularidades na disputa. Assim como pessoas que chegaram ao cargo de ocupam hoje de forma ilícita terão de deixá-lo.

Vagas avulsas de concursos eram vendidas a R$ 3 mil

Além de contatos com agentes públicos, o suposto esquema investigado pelo Ministério Público Estadual também incluía a "venda" avulsa de aprovações em concursos. De acordo com a investigação, o valor pago por concorrentes variava entre R$ 2 mil e R$ 3 mil, sendo metade paga antes da realização das provas. Um dia antes do concurso, pessoas ligadas ao empresário Antônio Laurentino e à empresa Concsel levavam gabaritos preenchidos aos candidatos que pagaram pela aprovação. "Sempre era dado uma lista de respostas com a maioria certa e algumas erradas, para não haver risco de uma nota 100 no concurso", relatou Laurentino em depoimento.

De acordo com os promotores de Justiça, a entrega do gabarito dificultava a fiscalização e investigação de fraudes, uma vez que os candidatos haviam "respondido" as provas e "acertado" as questões. Por vezes, a suposta negociata representou prejuízo para o empresário devido aos calotes dos candidatos já aprovados em pagar a segunda parcela do acordado.

Outro "pedido" para aprovação teria partido da secretária de saúde de Severiano Melo, Isabelle Cristina. Ela indicou os nomes de duas pessoas para aprovação nos cargos de fisioterapeuta e farmacêutico na cidade. Cada um teria pago R$ 1.200 como primeira parcela da aprovação. A entrega do gabarito teria ocorrido em um shopping da capital através de um enviado de Laurentino.

Com o dinheiro arrecadado com as fraudes, Laurentino pretendia realizar benfeitorias para a população. Pelo menos é isso que alega em depoimento. "Queria arrecadar um dinheiro para fazer umas obras sociais em Caiçara do Rio do Ventos/RN, tendo em vista que pretendia me candidatar a vereador", disse Laurentino, atual secretário de administração da cidade.

Suspensos concursos de dois municípios

O Ministério Público emitiu ontem recomendações visando suspender concursos públicos que seriam realizados no próximo final de semana no Estado. As recomendações partiram das comarcas de Apodi e Santa Cruz dirigidas aos prefeitos das cidades de Coronel Ezequiel e Rodolfo Fernandes. Na visão dos promotores de Justiça, esses certames também podem ter sido incluídos no caminho das supostas fraudes cometidas pela empresa Concsel.

No seu site oficial, a Concsel já informava na noite de ontem a suspensão da realização das provas nos municípios. Os pedidos do MP ocorreram no sentido de "assegurar a lisura dos atos da administração pública, de modo a serem praticados conforme os ditames da moralidade e probidade administrativa".

Para os promotores, a deflagração da "Operação QI" "identificou um grande esquema criminoso envolvendo a Concsel, no qual concursos e seleções eram sistematicamente fraudados, com a venda de gabaritos e provas e alteração dos respectivos resultados".

De acordo com informações constantes nas portarias 04/2011 e 012/2011 das comarcas de Apodi e Santa Cruz, a empresa Concsel "não tem idoneidade para conduzir nenhum outro concurso público", inclusive os que estão em andamento em Rodolfo Fernandes e Coronel Ezequiel.

O promotor de Justiça Sílvio Ricardo Gonçalves de Andrade Brito afirma haver "a necessidade de evitar maior desgaste aos candidatos, que seriam duplamente prejudicados com a inevitável anulação posterior das provas".

A recomendação do MP quer que uma nova licitação seja realizada para a "contratação de empresa idônea para organizar o referido concurso público municipal, cercando-se de todas as cautelas necessárias para a garantia dos princípios da moralidade, impessoalidade e publicidade e sem cobrança de novas taxas de inscrições aos candidatos".

Saturday, December 10, 2011

EMANCIPAÇÃO POLÍTICA:

PARABÉNS BOA SAÚDE!
PARABÉNS PELOS TEUS MAIS DE 15O ANOS DE POVOAMENTO!
PARABÉNS PELOS TEUS 58 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA!


"A história contada por si não basta. Seus personagens precisam estar vivos e, além de viverem em nossas memórias, em nosso sangue, precisam estar vivos nas suas obras, nos documentos que deixaram e imortalizados nas fotos e monumentos que, por ventura, mereceram ter em locais de destaque".


Chegaste até aqui pelo trabalho, pelo sacrifício e pela dedicação de muitas pessoas que aqui pisaram, deixaram rastros e marcaram presença no teu chão. É impossivel lembrar todas as pessoas que por aqui passaram e contribuíram,  de uma forma ou de outra, para o crescimento e o desenvolvimento que alcanças-te.
Lembra-te dos primeiros Cachoeiras e de Antonio Badamero responsáveis pela construção da tua primeira capela dedicada a Nossa Senhora da Saúde?
Das tuas primeiras professoras nomeadas em11 de julho de 1886? Da professora Maria Emília, em 1933? Das primeiras professoras do Grupo Escolar Dr. Mário Câmara: Iolanda Medeiros, Conceição Costa e Adelaide Maciel? E de tantas outras professoras que se dedicaram à educação das tuas crianças e dos teus jovens?
E das parteiras curiosas que no passado ajudaram a nascer as tuas crianças? Dentre elas: Maria Cabôcla (Mãe Maria), Francisca Justino (Mãe Chiquinha). E Joaquina Preta (Mãe Joaquina, e tantas outras? E de seu Otacílio, teu primeiro farmacêutico, que salvou muitas vidas e prestou muitos serviços  a tua população, na área de saúde? E ainda, de Cirilo Carolino de Alencar que sarjava panarícios e tumores acamando a dor?
E de tuas rezadeiras, além de Joseja Cipriano (com todo respeito, Joseja Miau)?
Lembra-te dos teus construtores, pedreiros e carpinteiros? Pessoas como: Manoel Bernardino, João Gregório, Antônio Cabôclo, José Alexandre, João Birico, Manoel Matias e muitos outros?
E teus comerciantes? José Rodrigues de Carvalho, José Fernandes, Faustino Ferreira, Antônio Constantino, João Jorge, José Heonides da Câmara, José Calazãns, Otto Hackradt, Luiz Filgueira,
Lídio José da Costa (Lídio Jorge), Severino Dias de Paiva (Bidú),  João Vicente, Manoel Teixeira de  Souza (Nezinho de Souza), Sebastião Cleodon,  Joaquim Cleodon, Pedro Cordeiro, Fausto Cachoeira, Oliveira Cachoeira, Domício Félix, Francisco Vieira (Chico de Penina) e tantos outros?
E dos teus proprietários de transporte de passageiros e de carga: Manaoel Costa, Luiz Francisco de Oliveira, Lídio José da Costa e Pedro Cordeiro de Oliveira.
Foram muitas as pessoas que contribuíram para o teu crescimento! Não te esqueças! 
Os agricultores e criadores foram muitos: Lembra-te de João Ferreira Xavier, João Félix, Branco Félix e Francisco Ferreira de Souza (Chico Neco) no Logradoluro; Manoel Miguel e Dr Arnaldo Barbalho, em Cajarana; Paulino Diogo, na Favirota; Manoel Bezerra da Silva (Manoel Catingueira) e Manoel Cipriano em Logradouro de Cima; Manoel Ferreira da Costa (Neco Ferreira) em Picadinha; Manoel Joaquim dos Santos no Sítio São Joaquim; Abel Viana, na Fazernda Boa Esperança; Luiz Targino da Silva (Luquinha), João de Oliveira (Joca de Iô iô), Manoel Teixeira de Souza (Nezinho de Souza) e muitos outros?
E dos teus políticos: José Calazãns, José Heronides da Câmara, Manoel Joaquim de Souza (Neco de Sinhá), Manoel Teixeira de Souza (Nezinho de Souza), Antônio Augusto de Souza, Alexandre de Freita, José Aldo Barbalho, Alite de Medeiros Paiva, Severino Dias de Paiva, Vivaldo Gomes Brandão e tantos outros que assuiram cargos e funções no município?
E dos padres que por te passaram: Padre Antônio Brilhante, Padre Bianor, Padre Chacinm Mons. Barros, Padre Vilela,Padre Theobaldo,Padre Amorim?
Essas pessoas não podem cair no esquecimento. Suas memórias precisam ser preservadas sempre.

Texto de José Alaí de Souza
Nota do autor: A intensão foi homenagear todas as pessoas que deram uma maior contribuição para o crescimento e desenvolvimento que Boa Saúde alcançou até hoje. Mesmo com uma pesquisa mais acurada seria impossível citar todos os nomes.

Friday, December 09, 2011

POR QUE PRESERVAR?


<><><><><><>
Rua Heronides Câmara - Trecho  entre o mercado e a loja de Severino Dias de Paia (Bidu), no início dos anos 70. Comemoração da vitória de José Aldo Barbalho para prefeito de Boa Saúde
Em Boa Saúde, como na maioria das nossas cidades, não existe a preocupação de conservar e preservar as construções mais antigas e, com esse comportamento, praças e ruas chegam a perder as suas características, como aconteceu com determinado  trecho da Rua Heronides Câmara, onde ficava o mercado antigo, a loja de Antônio Patrício, a Farmácia de Otacílio Barbosa e as lojas de Lídio José da Costa (Lídio Jorge) e Severino Dias de Paiva (Bidú) ,como na foto a cima.

   Outro aspecto da Rua Heronides Câmara, em meados dos anos 70.
Na foto nemor observa-se que ocorreram muitas  mudanças. Comparando
as duas fotos, sem dúvida nenhuma, a rua no passado era bem mais bonita.
Na foto maior: Desfile escolar organizado pela Professora Maria Helena Azevedo
 Ao completar 58 anos de emancipação política, Boa Saúde nos leva a pensar no seu passado, na sua história e nas pessoas que nos antecederam. São muitos os personagens da sua história que precisam estar vivos em nossas memórias, precisam ser lembrados pelas obras e documentos que deixaram e, imortalizados nas fotos e monumentos.

Preservar a história é uma obrigação de todos nós. Entretanto, para que a nossa história seja preservada e, se possível, resgatada, é dever incontestável do poder público pois: é o legislativo que faz as leis e o executivo que dispõe das condições e dos recursos necessários para  tal finalidade.


O patrimônio Histórico, segundo o decreto nº. 25 de 30/11/1937, é: “o conjunto de bens móveis ou imóveis existente no país e cuja conservação seja de interesse público, quer por se acharem vinculados a fatos memoráveis da história do Brasil, quer por seu excepcional valor arqueológico ou etnográfico, bibliográfico ou artístico.” E ainda os monumentos, sítios e paisagens que importe conservar e proteger.

A preservação de prédios antigos tem mais sentido quando a eles se atribui uma função útil à sociedade. Por que não aproveitar o que já existe, ao invés de construir? Além da economia de recursos, velhas edificações como fábricas, residências, escolas, moinhos e templos poderiam ter seus espaços valorizados por serviços comunitários e atividades culturais. Por exemplo: Centros culturais e de lazer, abrigando salas para exposições, projeções de filmes, oficinas de arte, artesanatos e palestras; museus, arquivos e bibliotecas.


Cabe a cada comunidade preservar e decidir sobre o reaproveitamento dos testemunhos de sua história, garantindo assim sua própria humanização e qualidade de vida. Um povo pode crescer e evoluir, sem destruir. E a vida desta gente pode ser lida nas ruas de sua cidade, pois em cada pedra e em cada construção está a marca de sua história.



NOSSA MEMÓRIA HISTÓRICA
PRECISA SER PRESERVADA
Neste dia 11 de dezembro, data em que Boa Saúde comemora 58 anos de emancipação política, é importante refletir sobre a importância da nossa memória histórica. Já passa da hora de salvar o que resta do nosso patrimônio histórico. Perdemos muito: a igreja antiga, o Grupo Escolar Dr. Mário Câmara, o mercado antigo, o Clube “2 de Fevereiro” e, por último, os prédios que pertenceram a Heronides Câmara. Construções que nos restam, como os prédios antigos da Prefeitura e da Câmara, a pensão de Maria Júlio, a casa de Seu Zezinho Cachoeira, a casa de Seu Cirilo e Dona Elvira (atualmente em ruinas) e outras precisam ser preservadas.
Os prédios antigos que serviram como sedes da Prefeitura e da Câmara Municipal de Boa Saúde estão abandonados. É preciso restaurá-los e transformá-los em um local destinado à preservação da nossa cultura e da nossa história. Eles poderão ser adaptados para sediar uma biblioteca com sala de leitura e/ou uma casa de cultura popular.
É preciso e urgente que os poderes legislativo e executivo de Boa Saúde se conscientizem da importância e da responsabilidade que têm de preservar a nossa cultura e a nossa história. à Câmara Municipal cabe fazer as leis que proíbam derrubar e possibilitem preservar. À Prefeitura cabe, ao invés de deixar cair ou derrubar, buscar os meios e os recursos financeiros para preservar viva a nossa memória. É preciso que o poder público e a população se conscientizem de que é possível construir novos prédios, sem derrubar as construções antigas e que fazem parte da nossa história.
José Alaí de Souza

Igreja antiga de Nossa Senhora da Saúde. Foi demolida no início da década de1960
e no local foi construída a igreja atual quando era vigário de Serra Caiada o Padre
Antônio Vilela Dantas, sendo que a sua fachada passou pela atual reforma, na
administração paroquial do Padre José Manoel.


Mercado Público construído em 1935 na adninistração do Interventor
Dr. Mário Leopoldo da Câmara e inaugurado com a presença do
Deputado Federal Joâo Café Filho, único potiguar a assumir a Presidência da
República. Foi demolido e no seu lugar construído o Centro Comercial,
na administração do Prefeito Paulo de Souza.
Grupo Escolar Dr Mário Câmara, inaugurado em 02/02/1935. Foi demolido no início
da década de 1980 e no local foi construído o prédio da Biblioteca Municipal Sebastião
Cleodon de Medeiros, na administração do Prrefeito Paulo de Souza. Atualmente
no local funciona a agência do Correios de Boa Saúde

Atual Praça Nossa Senhora da Saúde, construída na administração do Prefeito Paulo
de Souza. No local exitia um cruzeiro (foto menor) onde foi construída a primeira parça
na administração do Prefeito Manoel Teixeira de Souza (Nezinho de Souza) no final
da década de 1960. Na administração da Prefeita Aliete de Medeiros Paiva a referida
praça passou por uma reforma e no mandato do Prefeito João Félix Neto foi demolida
e foi consruída uma nova praça que, em 2004, deu lugar à praça atual.
Casa residencial e estabelecimento comercial que pertenceram a José
Heronides da Câmara e Silva na década de 1930. Depois pertenceram a Luiz Filgueira e
a Agenor Ferreira Xavier. Na administração do Prefeito José Aldo Barbalho, no início da
década de 1970 passou a pertencer ao município e no local funcionou a assistência
médico-odontolólgica do município em convênio com a UFRN. Foi demolido no final de
2005 e no local depois foi construído o Espaço Cultural Vila de Boa Saúde.


Na foto maior: casas que pertenceram a Manoel Joaquim de Souza (Neco
de Sinhá) na década de 1930. Das três casas antigas resta apenas a que
foi residência de Manoel Teixeira de Souza, conforme vemos na fotgo menor.

Casa de comércio que pertenceu a Manoel Teixeira de Souza
(Nezinho de Souza) e depois a Fausto José da Costa (Fausto
Cachoeira). Foi demolida em 2010 e no seu lugar foi
construídoo prédio da fofo menor.

Casa que pertenceu a Antônio Augusto de Souza e depois a
Antônio Patrício de Oliveira. Foi demolida em 2011 e no
local foi consruída a casa da foto menor.

Monday, November 28, 2011


Artesanato de Boa Saúde participou da
Feira de Negócios da Agricultura de Assu
  
  
No período 24 a 26 de novembro de 2011 realizou-se em Assu a primeira Feira de Negócios da Agricultura da região do Vale do Açu. A estrutura da Feira, com aproximadamente 50 estandes, localizou-se na Praça São João, principal logradouro da cidade. De acordo com os organizadores da Feira foi grande a visitação durante os três dias, sendo que no sábado, o último dia de atividades e quando ocorreu o show da cantora gospel Fernanda Brum, o público foi de mais de 15 mil pessoas. 
O presidente do Conselho das Associações Comunitárias do Assú, Pedro Cavalcante declarou que a  referida Feira contribui para o crescimento da produção agropecuária de Assú e demais municípios da região. Fez parte da programação do evento, apresentações culturais, shows e exposição e venda de artesanato. 
O trabalho das artesãs de Boa saúde e de  outros municípios do Rio Grande do Norte participou do evento, com o apoio do PROART e da SETHAS.
Artesanato de Boa Saúde

Monday, November 21, 2011


Emendas populares do Orçamento Geral da União poderão trazer mais de R$ 66 milhões para  os pequenos municípios do Rio Grande do Norte

Os municípios do Rio Grande do Norte poderão receber mais de R$  66 milhões em emendas de iniciativas populares, no Orçamento Geral da União. O projeto do deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), propõe que municípios com até 50 mil habitantes possam apresentar emendas de iniciativa popular diretamente ao Orçamento Geral da União, sem necessidade de intermediação de parlamentares.
 Os recursos das emendas populares serão divididos de acordo com o número de habitantes dos municípios. As cidades com até 5 mil moradores receberão R$ 300 mil. As com até 10 mil habitantes, R$ 400 mil, as de até 20 mil, R$ 500 mil, e as cidades de até 50 mil habitantes terão R$ 600 mil. No total, 4.953 municípios brasileiros serão beneficiados, contabilizando R$ 2,2 bilhões em emendas
Já estão disponíveis no site da Câmara dos Deputados todas as orientações que os municípios precisam para solicitar os recursos da Emenda de Iniciativa Popular, inovação introduzida ao Orçamento Geral da União pelo relator geral do orçamento no Congresso Nacional, deputado federal Arlindo Chinaglia (PT/SP).
A Câmara de Vereadores e Prefeitura Municipal devem realizar audiência pública em conjunto com ampla divulgação e participação da sociedade. Essa é uma das condições exigidas para a liberação dos recursos. Os 159 municípios do Rio Grande do Norte com menos de 50 mil habitantes receberão, juntos, R$ 66,1 milhões.
Ata, lista de presença e formulários devidamente preenchidos devem ser postadas via sedex pela Prefeitura Municipal e endereçadas à Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional até 10 de dezembro.
Fonte: Tribuna do Norte – Panorama Político